• Abner Vellasco

Seguro viagem cobre internação?



Sim! Normalmente o pagamento, quando o seguro viagem cobre internação, é feito diretamente ao hospital ou clínica, depois que todas as despesas são comprovadas. Por isso, é essencial guardar todos os recibos, receitas, laudos e documentos que atestem todos os serviços prestados e a situação de saúde do segurado.


Contudo, o seguro viagem cobre internação apenas se ela for recomendada pela equipe médica que atendeu o paciente durante a urgência ou emergência, em um acidente ou enfermidade.


O segurado ou um familiar precisa entrar em contato com a Central de Atendimento da seguradora assim que possível, para informar o que aconteceu e permitir que eles acompanhem o andamento do caso. Ao acionar o seguro viagem, eles providenciarão os pagamentos ou reembolsos relativos à internação hospitalar.


A internação só será coberta se suas causas não estiverem listadas como riscos excluídos do seguro viagem. Se o viajante sofrer alguma consequência ligada a essas situações, como acidentes e situações perigosas provocadas intencionalmente, entre outros casos, não terá direito a reembolsos, auxílios e assistências.


Vale destacar que o seguro viagem também não inclui despesas com serviços de alimentação de acompanhantes, bem como despesas com telefonemas, frigobar ou gastos extraordinários durante a internação hospitalar.


Se você precisar ficar internado por mais tempo que o seguro cobre, é possível pagar um valor adicional para a extensão do prazo, proporcional ao valor total do plano. Esse excedente costuma ser descontado do mesmo cartão de crédito utilizado no pagamento inicial.


O que fazer se o seguro não quiser cobrir a internação?


Primeiramente, é preciso se certificar de que os motivos da internação não estão descritos entre os riscos excluídos do seguro viagem, listados na apólice, e se a Central de Atendimento foi avisada durante a internação, antes da alta hospitalar.


Além disso, é necessário juntar o maior número de documentos e comprovantes possível, para ter todas as provas do que aconteceu.


Um terceiro ponto é confirmar se o valor total da internação está dentro dos limites da sua apólice.


Se o viajante tiver razão em todas essas condições, vale então insistir com a Central de Atendimento e explicar tranquilamente o caso. Sempre é possível conversar para resolver a questão.


Caso não seja possível, recomendamos que se busque o Procon. Você pode buscar ainda o auxílio da Justiça para garantir seus direitos.


Teve problemas com o seguro viagem? Fale com nossos advogados especialistas!



Entre em contato pelos nossos canais:






5 visualizações0 comentário