• Abner Vellasco

Seguro de vida negado: o que fazer nesta situação



Muitas pessoas fazem seguro de vida pensando em deixar algum conforto material para seus familiares em caso de morte, acidentes ou invalidez.


Mas o que poucas pessoas sabem é que o pagamento da indenização do seguro de vida pode ser negado.


A simples existência do contrato de seguro já deixa a sensação de proteção caso algo imprevisto aconteça.


Porém, o desconhecimento no assunto pode te deixar desamparado no momento em que mais se precisa, pois a seguradora pode recusar o pagamento da indenização devido a algo não esclarecido na apólice.


Apesar das empresas normalmente utilizarem vários motivos para não realizarem o pagamento da indenização, existem leis que protegem os segurados.


Sobre esse tema, o Superior Tribunal de Justiça (STF) tem duas súmulas.


A Súmula 609 determina que a recusa de cobertura securitária, sob a alegação de doença preexistente, é ilícita se não houver a exigência de exames médicos prévios à contratação ou a demonstração de má-fé do segurado.


Já a Súmula 616 garante que a indenização do seguro deve ser recebida mesmo em caso de falta de pagamento do prêmio pelo segurado, desde que a seguradora não tenha comunicado previamente o atraso.


Em caso de seguro de vida negado, o ideal é buscar um profissional qualificado para fazer a análise do caso e entrar com uma ação judicial para o recebimento da indenização.


É importante estar atento ao prazo para recorrer na Justiça caso a seguradora negue o pagamento da sua indenização.


Após receber a resposta negativa, o beneficiário tem apenas 1 ano para poder contestar essa decisão e requerer a indenização que lhe é devida. Portanto, se esse prazo terminar não será mais possível recorrer da decisão.


Fique atento aos seus direitos, contrate advogado especializado em seguro de vida já!

Entre em contato pelos nossos canais:







11 visualizações0 comentário